Categorias

Sobre o Blog

@Miudezas-Observações_da_Infância

O APANHADOR DE DESPERDÍCIOS – Manuel de Barros

Entendo bem o sotaque das águas. Dou respeito às coisas desimportantes e aos seres desimportantes. Prezo insetos mais que aviões. Prezo a velocidade das tartarugas mais que a dos mísseis. Tenho em mim um atraso de nascença. Eu fui aparelhado para gostar de passarinhos. Tenho abundância de ser feliz por isso. Meu quintal é maior do que o mundo. Sou um apanhador de desperdícios: Erro! A referência de hiperlink não é válida.. Amo os restos como as boas moscas. Queria que a minha voz tivesse um formato de canto. Porque eu não sou da informática: eu sou da invencionática. Só uso a palavra para compor meus silêncios.

Acredito que os poemas de Manuel de Barros possam apresentar uma ótima relação com a Educação Infantil, pois será nos detalhes, pequenos gestos ou nas miudezas do cotidiano de bebês e crianças em espaços coletivos que teremos a possibilidade de conhecer suas hipóteses, pesquisas, brincadeiras e interações, tendo a possibilidade de observar as mais diferenciadas infâncias.

Ao longo dos meus anos como docente fui realizando registros descritivos e áudio visuais, desde a minha época como professor de Sociologia no Ensino Médio até a minha chegada na Educação Infantil. Sempre procurei compartilhar boas práticas sobre a abordagem do cuidado educativo com os mais diferentes profissionais da infância, além dos projetos que vivencio com os bebês e as crianças.

4 respostas em “Sobre o Blog”

Quando decidi por fazer magistério foi apenas para agradar minha mãe, já que tinha que estudar…
Meus estágios só me fizeram ter a certeza de que ser professora não era o que me faria feliz, só ouvia lamentos e não via encantamentos. Me formei em 1985 e guardei meu diploma.
Porém em 2003 ao ingressar na PMSP como ATE I em uma EMEI, eu me encantei com a educação infantil, em 2005 prestei novo concurso, abracei este chamado, e hj por opção sou professora em um CEI.

Oi Cristiane, tudo bem? Desculpa a demora em responder.

Eu escrevi o primeiro texto do blog dizendo exatamente sobre a nossa chegada na Educação Infantil, dá vontade de desistir mesmo, porque são tantas contradições. Eu cheguei a prestar o vestibular para estudar no antigo CEFAM, mas não consegui passar, uma pena porque os meus amigos que concorreram falavam muito bem.

Eu tenho acreditado, cada vez mais, na importância do percurso e precisamos de tempo para saborear as coisas, não dá pra fazer correndo ou impulsionado pelos outros, precisa partir da gente. Embora inicialmente não tenha sido a sua escolha, agora você deve ter se encontrado, né? Também sou professor de CEI, fiquei 10 anos como professor do Ensino Médio, nos últimos anos, já não aguentava mais aquela rotina. E foi no estágio, em uma EMEI, que me encontrei novamente.

Um grande abraço e vamos nos falando!
Thiago Pacheco

Lindooóoo !!! Parabensss a parte que o Sr fala: ” Entendo…- até…silencio.” – descreve me com grandeza de detalhes! – Gratidão por sua contribuição- também sou uma amante da educação infantil!

Olá Tayze, tudo bem? Desculpa a demora em responder. Fico muito contente que tenha gostado do texto do blog, acredito que o Manuel de Barros tem muitas contribuições para a formação da cultura, principalmente para trabalhar com os bebês e as crianças. A Educação Infantil nos direciona para situações maravilhosas, para descobrir o novo e reelaborar as hipóteses.

Um grande abraço e vamos nos falando.
Thiago Pacheco